Você está aqui: Home » Futebol » Acidente com avião da Chapecoense deixa 75 mortos

Acidente com avião da Chapecoense deixa 75 mortos

O futebol brasileiro amanheceu de luto. Na madrugada desta terça-feira, o avião que carregava o elenco da Chapecoense – que estava prestes a fazer uma histórica final da Sul-Americana diante do Atlético Nacional – caiu próximo a Medellín, na Colômbia, deixando 75 mortos. O acontecimento já se configura como a maior tragédia da história do futebol brasileiro. O avião da LaMia, com a matrícula CP2933, havia decolado de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com destino a Medellín, na Colômbia, mas acabou perdendo contato com a torre a cerca de 50km da cidade colombiana. Ainda não se sabe ao certo o que causou o acidente, que aconteceu sob forte tempestade e em uma região muito montanhosa, o que dificultou o acesso do corpo de bombeiros, que tentava resgatar os sobreviventes.

Das 81 pessoas a bordo, 75 morreram, de acordo com as autoridades colombianas. Eram 72 passageiros e 9 tripulantes. Destes 72, 22 eram jogadores da Chapecoense, 14 eram membros da comissão técnica do clube catarinense, nove faziam parte da diretoria e 21 eram jornalistas, com o restante sendo formado por convidados da Chape.

Apenas seis pessoas sobreviveram ao horripilante acidente aéreo. Destes, três são jogadores da Chapecoense. São eles o goleiro reserva Jackson Follmann, o zagueiro Neto e o lateral Alan Ruschel. Já os outros três sobreviventes são o jornalista Rafael Henzel, a auxiliar de voo Ximena Suárez e o técnico da aeronave Erwin Tumiri. O goleiro Danilo, herói da Chapecoense na semifinal diante do San Lorenzo, havia sido resgatado com vida do local do acidente, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no hospital, como informou a Cruz Vermelha. A informação é que os sobreviventes estão em estado crítico. O goleiro Jackson teve uma de suas pernas amputadas. O lateral Alan Ruschel sofreu uma fratura na coluna e foi operado enquanto o zagueiro Neto sofreu múltiplas fraturas.

Entre os mortos, além de praticamente o elenco inteiro da Chapecoense, estão jornalistas nacionalmente famosos, casos do ex-treinador e agora comentarista de futebol, Mário Sérgio, além do narrador Deva Pascovicci e dos comentaristas Victorino Chermont e Paulo Julio Clement. Todos eram funcionários do canal Fox Sports.

Em decorrência do lamentável acidente que acabou comovendo o mundo inteiro, a Conmebol anunciou que a final da Copa Sul-Americana, que estava marcada para esta quarta-feira, dia 30 de novembro, está cancelada. Adversário da Chapecoense na decisão, o Atlético Nacional oficializou o pedido à entidade sul-americana para que a Chapecoense seja homenageada como a campeã do torneio. Além disso, a CBF confirmou que a final da Copa do Brasil, que também estava marcada para esta quarta-feira, também seria adiada, assim como a última rodada do Campeonato Brasileiro, que aconteceria neste final de semana.

Foto: Destroços do avião que transportava o elenco da Chapecoense foram encontrados próximos a Medellin. (AP)

Acidente com avião da Chapecoense deixa 75 mortos
Votar